Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2014

Receita de Ano Novo

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor de arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação como todo o tempo já vivido
(mal vivido ou talvez sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser,
novo até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?).
Não precisa fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar de arrependido
pelas besteiras consumadas

O tempo

O tempo não tem preço, mas deixa uma conta a pagar, quando não damos atenção às suas exigências...

...no entanto e na verdade, ele não nos custa nada.

A gente pode fazer o que quiser com ele, menos ser seu dono. Pode gastar, mas não pode guardar. Pode poupar, mas não pode acumular. Pode questionar, mas nunca mudar suas marcas...
...e quando você perde, não tem volta. Ele simplesmente vai embora.

Portanto, aproveite enquanto é tempo. Enquanto tem tempo. Pois o tempo não volta.

Nossa Senhora da Conceição

08 de dezembro. Dia de Nossa Senhora da Conceição, mais as reportagens de TV e rádio sobre a Festa do Morro, a propaganda das Casas José Araújo, me remetem a lembrança de Nossa Senhora e a uma parte importante da minha infância..."e para reacender a nostalgia daqueles anos dourados, quando várias gerações assistiram a comerciais memoráveis nos intervalos das novelas e filmes da década de 70, relembramos um case que ganhou todos os elogios e prêmios da crítica especializada. Sobretudo, porque explorava recursos do jingle para conquistar o gosto popular. Aliás, uma receita que levou aqueles jingles a serem alçados à condição de música folclórica nordestina, principalmente para os fregueses das Casas José Araújo.

Senhora da Conceição / Minha Mãe / Minha Rainha / Dai-me a vossa proteção / Minha querida madrinha. / Vela acesa, subo o morro pra pagar minha promessa / Vou vestir azul e branco / Pra pagar eu tenho pressa. / As Casas Zé Araújo fazem essa louvação / Com o povo rende em graç…