Relativo ou absoluto?

Já diria Albert Eisntein que o tempo é relativo. E está correto sob alguns pontos de vista: Um ano pode ser um intervalo de tempo, mas também pode ser uma unidade de distância (vide ano-luz).

O tempo é plano e/ou distorcido. É singular e/ou plural. É uno e/ou multi. Você já parou pra pensar no tempo? Se ele é percebido por todos da mesma maneira? Ou cada um tem sua percepção? O tempo pode ser definido e sentido de formas diversas.

Mas não tenho a intenção, muito menos a pretensão de iniciar um debate sobre teorias físicas. Mas mesmo concordando que o tempo é relativo, pra mim ele também é absoluto.
Explico: o que faço, o que e a quem me dedico, merecem a minha mais absoluta atenção. E atenção também é tempo. Mesmo desconsiderando a questão do espaço/tempo. Tento me fazer presente, através das palavras, das lembranças, histórias e memórias.

E este é um dos motivos deste nosso blog. Que essa semana completou um ano de vida. Parabéns e obrigado a vocês pelo tempo, seja da forma que for, dedicado a este nosso diálogo.

Comentários