Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2010

Manda quem pode...

Aos 51 do 2° turno...

Me preparando para exercer e exercitar a cidadania. Aliás, lembro como eu era louco de vontade de completar 16 anos para ter o direito de votar e escolher meus representantes, de expressar o que penso através do voto.

Acreditava que o voto era a início de um processo de transformação política e social que nosso país tanto necessitava. Não sei o porquê, mas lembro de todos os meus votos (e olha que voto desde 1990), pois fiz questão de votar em pessoas sérias e que acredito. Acompanhei a trajetória de todas as minhas 48 escolhas (alguns me decepcionaram, uns pela questão ideológica e outro, e é bem pior, pela questão ética).

Não sei se vocês, seguidores do Diálogo de Roda, notaram o tempo verbal quando falei da importância que o voto sempre teve pra mim?

Sei e sempre acreditei na relevância do voto e, mais ainda, do voto consciente. Sei e sempre defendi que, só através da política, é que se muda toda e qualquer realidade injusta. Sei e também sempre defendi a importância da participação. …

Blogueiro profissional

Com a tirinha do nadaver.com,rendo minhashomenagens a alguns amigos abnegados (uns não divulgam seus blogs, outros perderam e/ou esqueceram suas senhas de acesso), que também decidiram entrar no mundo virtual para expor suas idéias, vidas, emoções e formas de encarar o mundo. O que interessa é opinar e colocar pra fora nossos anseios e expectativas. Parabéns a todos e todas!

Pelé - 70 anos. Parabéns.

Pelé não nasceu, Pelé foi composto. Deus fez Pelé e jogou a forma fora (sabe-se que do lixo o "coisa ruim " recuperou a forma e usou posteriormente para criação do Maradona).

Há 70 anos, nascia na pequena Três Corações, em Minas Gerais, Edson Arantes do Nascimento, ou simplesmente Pelé. Por 21 anos o craque reinou pelos gramados defendendo o Santos e a seleção brasileira, até se aposentar no Cosmos de Nova York, em 1977. Certamente o “Rei” é uma das figuras mais conhecidas do Mundo. Considerado atleta do século e o melhor jogador de futebol do mundo (os hermanos teimam o contrário). Agora entenda porque Pelé foi melhor:

1) Ganhou muito mais títulos na carreira e foi tricampeão mundial, enquanto Maradona ganhou apenas um título mundial

2) Foi duas vezes campeão mundial de clubes, coisa que Maradona nunca chegou perto de conseguir

3) Fez 3,5 vezes mais gols que o argentino

4) Foi perfeito em todos os fundamentos: chute com o pé direito, chute com o pé esquerdo, dribles, lançamentos…

Morte de Vladimir Herzog completa 35 anos

Alguns assuntos chatos precisam ser discutidos e lembrados. Muitas vezes é necessário mantê-los vivos, mesmo que machuquem, para que não caiam no esquecimento e voltem a se repetir na história política e social do país.

Por este motivo o blog Diálogo de Roda faz questão, não de comemorar os 35 anos da morte de "Vlado", mas sim de manter acesa, a luta pela democracia, pela memória e pela verdade.

Nesta segunda-feira, são completados 35 anos da morte do dramaturgo, professor e jornalista Vladimir Herzog.

Herzog nasceu na Croácia, mas foi naturalizado brasileiro. Ele se tornou famoso por conta de sua ligação com o movimento de resistência contra o regime no Brasil e com o Partido Comunista Brasileiro durante a ditadura militar.

Em 24 de outubro de 1975, quando ocupava o cargo de diretor de jornalismo da "TV Cultura", ele foi chamado por agentes do II Exército para depor no DOI-Codi , em São Paulo. Segundo testemunhas, ele foi torturado durante o depoimento e foi achado …

Google homenageia os 30 anos do Menino

O personagem mais famoso do escritor, jornalista e chargista mineiro Ziraldo, o Menino Maluquinho, completa 30 anos neste domingo (24). Ziraldo também faz aniversário hoje e comemora 78 anos. Em homenagem, a página inicial do Google Search brasileiro ganhou o rosto do personagem no lugar do segundo “o” e uma panela sobre a letra “g”.

O livro “O Menino Maluquinho” foi lançado em 1980 e se tornou um dos maiores fenômenos editoriais no Brasil da história da literatura brasileira, com mais de 2,5 milhões de exemplares vendidos. O livro que está na 100ª edição já foi adaptado para teatro, quadrinhos, ópera infantil, videogame e cinema.

Ziraldo ganhou destaque nos anos 60 com o lançamento da primeira revista em quadrinhos brasileira feita por um só autor, “A Turma do Pererê”. Durante a ditadura militar (1964-1984), fundou, com outros humoristas, o jornal “O Pasquim”. Os quadrinhos para adultos, com destaque para The Supermãe e Mineirinho - o Comequieto, também estão entre os grandes sucessos …

Confissão

Sexta-feira passada, fui a uma festa na casa de um amigo meu. A galera tava toda lá. Muita cerveja e uísque. Só fui dar uma passadinha, mas a noite prometia e a galera tava muito animada, fazia tempo que a gente não se via. Me empolguei e fui ficando.

Saí de lá nem sei que horas. Trêbado! Indo pela avenida, avistei algo que é o terror dos festeiros... Uma blitz!!! Fazia tempo que não rezava com tanta vontade. Rezei pra tudo quanto era santo. Mas... fui sorteado.

Quando parei, quase atropelo o cone indicativo. Tava ruim demais. O guarda pediu para eu descer do carro. Desci. Aí o pesadelo aumentou,ouvi o que qualquer bêbado teme:
- Vamos fazer o teste do bafômetro !

Tô ferrado, dessa vez não tem como escapar! Pensei.

Quando, ao que parece, os santos resolveram me atender. Um caminhão bate na outra pista e espalha toda a sua carga pela estrada... O guarda imediatamente me disse:
- Vá embora logo, vamos socorrer aquele acidente!!!

Eu, mais que depressa (ou pelo menos tentando), entrei no carro e…

Você sabia?

...é, ainda tem gente no século XIX.

60 anos de Snoopy e a turma do Charlie Brown

A primeira tira protagonizada dos Peanuts foi publicada no dia 2 de outubro de 1950. Dois dias depois, um cachorrinho beagle fez a sua primeira aparição. E o universo dos quadrinhos não seria mais o mesmo, graças a Charlie Brown, Linus, Lucy, Schroeder, Woodstock, Patty Pimentinha e todos os personagens inesquecíveis criados por Charles M. Schulz.

Meu primeiro contato com a turma do Minduim foi por intermédio dos desenhos animados que o SBT exibiu, em meados dos anos 80, nas manhãs de domingo. E, desde então, as desventuras vividas por aqueles personagens tornaram-se referenciais para a minha vida.

Eu me identifiquei de bate-pronto, por exemplo, com a voz incompreensível dos adultos, como a professora do Charlie Brown, metaforizando o desentendimento entre gerações. E, claro, com o amor platônico que Charlie nutria pela garotinha ruiva, que espelhou muitas das paixonites que vivi na minha infância/adolescência.

Os anos se passaram, mas minha identificação com as situações vividas por aqu…

Conversa entre loucos e esquecidos...

Trecho de uma historinha do Louco e do Esquecido:

Louco diz,bastante ofendido:
-Agora você feriu meus sentimentos!

Esquecido, com sorriso amarelo, tentando remediar a situação:
-Não há nada que eu possa fazer?

Louco genuinamente assustado com aquela pergunta "ilógica":
-Nada que você possa fazer?

E o esquecido:
-É!

O louco responde como se fosse um grande sábio:
-Mas o nada já está feito! O tudo é o que ainda está por ser feito!

(O esquecido, com uma expressão bastante irritada, observa o Louco indo embora resmungando):
E o louco finaliza:
-Humpft! Depois eu é que sou Louco!

Moradores não recebem recenseadores e prejudicam conclusão do Censo 2010

Reforçando uma postagem passada, quando afirmei que o censo do IBGE não tinha chegado em casa, tá confirmado. (Só que nas mediações de minha casa, ainda não chegaram)

Faltam apenas quatro dias para que o prazo para a coleta de dados do Censo 2010 acabe, mas muitas casas da Região Metropolitana ainda não foram visitadas. A maior dificuldade que os recenseadores estão encontrando é para serem recebidos por alguns moradores.

Os recenseadores estão nas ruas desde o começo de agosto. A dificuldade é principalmente no Janga, no município de Paulista; Bairro Novo e Casa Caiada, em Olinda; Boa Viagem, Rosarinho, Tamarineira e Casa Forte, mo Recife; e em Piedade e Candeias, bairros de Jaboatão dos Guararapes.

No começo, em Jaboatão, eram 473 recenseadores. Todos identificados com boné, jaqueta, crachá e a máquina que registra os dados. Eles tinham a tarefa de levantar informações em 186 mil domicílios. Faltam dez mil.

A maior parte já foi visitada - sem sucesso. Davidson Barbosa, um dos 200 recens…

Propagandas interessantes

Todas as cores do mundo!

Planeta doente: biodiversidade nas regiões tropicais cai 60% em 40 anos

Usamos, hoje, 50% mais recursos naturais do que o planeta pode suportar e, como consequência, a perda de biodiversidade mundial já atinge um ritmo considerado alarmante pelos ambientalistas. A conclusão é do relatório Planeta Vivo 2010, divulgado nesta quarta-feira, 13 de outubro, pela WWF.

O relatório divulgado no dia 13 de outubro, pela ONG WWF revelou uma triste ironia: intitulado Planeta Vivo 2010, o documentou apontou resultados que mostram que o planeta está cada vez “menos vivo”. Segundo o estudo, em menos de 40 anos o mundo perdeu 30% de sua biodiversidade original e, nas regiões tropicais, a queda foi ainda pior: 60% da fauna e flora original foi perdida.

As espécies mais afetadas foram as aquáticas: houve queda de 70% nas populações que vivem em água doce, nas áreas tropicais, nas últimas quatro décadas, caracterizando o maior declínio de biodiversidade já registrado na história.

O ritmo com que a fauna e flora estão diminuindo no planeta – e, principalmente, nas regiões tropic…

E começou o horário de verão...

...não adianta adiantar meu relógio, pois além de perder a hora por aqui, vou aumentar minha ansiedade, minha agonia em querer resolver as coisas de forma atabalhoada (é, existe mesmo essa palavra). Vou entrar no modo econômico. Dá pra fazer a impressão (não da melhor forma), mas dá pra ler e notar o que está impresso.

Você sabia?

Sonhos x Limites

Sempre busquei em toda minha vida ser coerente. Mas ultimamente percebi a dificuldade em manter, firme e inabalável, todas as minhas convicções.

Calma amigos! Não mudei, muito menos deixei de ser o Jorge que sempre conheceram. É que de um tempo pra cá venho me contradizendo. Um exemplo: sempre detestei a palavra “limite”. Aliás, sempre busquei ir além dos meus limites. Pois meus sonhos apontavam para ir além de todo e qualquer limite e condições adversas. Ou seja eu não sabia ou não dava atenção aos limites.

E agora vem a contradição: tenho me afastado e até mesmo negado alguns sonhos. Uns muito importantes e duradouros, que por motivos menores, me assustaram. Mas, felizmente, o tempo ensina e mostra como passar por cima de alguns medos.

Percebi que estava deixando pra trás uma promessa que fiz a mim mesmo: Não perder a capacidade de se indignar, de amar, de correr atrás dos sonhos, muito menos esquecer a forma apaixonada de acreditar no impossível, ou melhor, na utopia.

Quero e preciso, …

Cultura ou banalidade?

Viva o Dia das Crianças?

O Dia das Crianças passou, mas acho necessário trazer alguns questionamentos: Nós, adultos, deveríamos discutir os problemas que nossas crianças vivenciam e apontar suas soluções. Ou mesmo ratificar, enaltecer e continuar exigindo a evolução das políticas públicas voltadas para a infância e adolescência.

Deveríamos trabalhar visando uma infância cheia de sonhos, brincadeiras e inocência (como um dia foi a nossa). E não aceitar a transformação da pureza na malícia. Do sonho na dura, fria e violenta realidade social e econômica do país.

Não poderíamos, nunca, aceitar a transformação da criança no consumidor em detrimento do cidadão, um exemplo claro: um dos itens mais vendidos nesse último Dia das Crianças foi o celular, fora vídeo games, mp3, mp4, muitos pês da vida...

Quero um mundo de sonhos, muitos sonhos, para meus filhos. Como fazer? Não sei. Só sei que não quero deixar esse mundo para eles.

Áreas urbanas degradadas

O projeto da União Européia Integration – Integrated Urban Development, coordenado pela cidade de Suttgart, na Alemanha, realizou no último dia 15 de setembro, o “Seminário Internacional São Paulo: Cidade Compacta”, para falar das vantagens do melhor aproveitamento de áreas degradadas na América Latina.

No evento foram apresentadas diferentes metodologias e casos de sucesso nesse sentido. Com atenção especial à experiência de Stuttgart, que valorizou a recuperação da infraestrutura já existente nos centros urbanos.

O exemplo se contrapõem à tendência nas grandes capitais, no Brasil e no mundo, que se expandem em direção à periferia, avançando sobre áreas verdes, e mesmo áreas de risco, como encostas e margens de córregos, aumentando a impermeabilização do solo, aumentando a separação entre as classes econômicas e exigindo mais soluções para a mobilidade, os centros urbanos vão sendo abandonados.

Para reverter esse quadro, é preciso recuperar as áreas contaminadas e os locais abandonados …

Melhor comercial do ano.

A propaganda também tem que tratar assuntos relevantes para a sociedade. E essa é bem atual, pois, numa eleição presidencial, onde o principal tema é aborto (particularmente acho um absurso), o comercial traz a solução definitiva para acabar com essa discussão.

Toda pesquisa erra...

...estou entre os outros 20% (ainda bem).

Decepções eleitorais

Reproduzo excelente texto de uma amiga do nosso blog, e que traduz o que penso sobre como deve ser encarada a política. Só acho que a decepção não deve ser eleitoral e muito menos com a política. E sim, com a forma e a cultura política do povo brasileiro. É preciso trabalhar o entendimento do processo político do país e, principalmente, a força e importância do voto nas nossas vidas. Segue texto:

Hoje ouvi um colega jornalista que sempre achei politicamente esclarecido conversando ao telefone com o gerente de iluminação pública de uma prefeitura. Ele dizia: "se você desenrolar essa luminária lá para a porta da fábrica do meu tio, a minha família vai ficar ainda mais próxima da gestão nessa questão política". Fiquei meio chocada. Posso estar enganada, mas para mim isso soou como: "coloca a lâmpada que a família vota no teu candidato". Senti nojo de trabalhar com política.

É claro que como cidadão, o colega tem todo o direito de cobrar a iluminação eficiente na área. M…

FUNDAJ promove gestão e meio ambiente

A questão ambiental e seus instrumentos de gestão serão debatidos nos dias 7 e 8 de outubro em seminário promovido pela Coordenação de Estudos Ambientais e da Amazônia da Fundação Joaquim Nabuco, no Recife, em Pernambuco.

Entre os convidados, estão estudiosos da própria fundação e de outras instituições, como Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, Universidade Federal de Pernambuco, Universidade Federal do Pará, Fundação João Pinheiro, Fundo Brasileiro para a Biodiversidade e Instituto Estadual de Florestas, de Minas Gerais.

A ideia é discutir a necessidade de mudança de antigos paradigmas diante da busca do desenvolvimento sustentável e dos novos processos econômicos, sociais e ambientais.

Os palestrantes também vão tratar dos instrumentos econômicos de gestão ambiental, vistos como complemento às tradicionais políticas de comando e controle.

Tais instrumentos têm o poder de direcionar as forças de mercado no sentido de favorecer à proteção ambiental e ao uso sustentável dos recursos …

Você sabia?

Pra relaxar depois da eleição, da apuração ou mesmo da rotina do dia-a-dia ou do estresse do trabalho, segue um pouco de cultura...inútil. (Já vi gente que coloca a língua no nariz, mas na orelha é novidade).

O fim do "voto de opinião"

Achei interessante o tema apresentado pelo professor Pierre Lucena, no blog Acerto de de Contas. Traz uma discussão que venho tendo com alguns amigos:

A eleição deste ano para o legislativo em Pernambuco marcou a absoluta derrota do “voto de opinião”. Entende-se como voto de opinião aquele voto cuja decisão do eleitor independe do seu líder político ou religioso. É aquele voto dado pelo eleitor que se identifica com o candidato, e que de certa forma tenha acompanhado o trabalho ou proposta do candidato.

A bancada de Pernambuco, especialmente na Câmara Federal até 1990, foi marcada por vários expoentes, tanto da situação como da oposição, que não se elegiam com o chamado voto de estrutura. Sua voz e mandato garantiam a sua eleição.

Basta dizer aqueles que se elegeram desta forma: Cristina Tavares, Maurílio Ferreira Lima, Fernando Lyra, Roberto Freire, Egídio Ferreira Lima, Roberto Magalhães, José Tinoco, Osvaldo Lima Filho, sem falar em Jarbas e Arraes, que tinham perfil majoritário já co…